Aproveite que 2013 começou para organizar suas contas

4342161324_b9375c102a_z

Quando eu digo que tenho registro desde 2009 de todo centavo que eu gastei, as pessoas ficam impressionadas e atribuem isso a uma habilidade paranormal de controlar as contas, o que está muito longe de ser uma verdade. E você, sabe no que seu dinheiro está sendo gasto?

Passa um ano, passam dez, e o povo brasileiro continua de olhos bem fechados para a educação financeira. Apesar da farta fonte de informação que a internet torna acessível, a preguiça não deixa que o cidadão tome as rédeas do seu dinheiro.

E chegou mais um ano. 2013 começou ontem, literalmente, e o fato é uma grande oportunidade para começar a controlar melhor seu dinheiro. Vou dar uma receita simples, muito simples, para incentivar aqueles que até agora não registram para onde seu rico dinheiro está indo, começarem!

Tudo no cartão

A regra é clara, Arnaldo, todos os seus gastos devem ser feitos no cartão (de débito ou crédito, tanto faz).

Do extrato para a planilha

A cada 15 dias pegue seu extrato do banco (ou do cartão) e transfira os lançamentos para uma planilha, um a um.

A planilha

O segredo para continuar nessa batalha é simples, tenha uma planilha que reflita de forma clara seus gastos em poucas categorias. A minha é assim:

  • restaurantes: almoço/janta fora de casa;
  • mercado: supermercados e padarias;
  • coisas: objetos, roupas, livros;
  • carro: gasolina, manutenção, seguro, estacionamento;
  • chillout: bares, viagens, hotéis, cinema;
  • moradia: aluguel, condomínio, telefone, internet, água, luz, gás;
  • saúde: médico, farmácia, natação, academia;
  • imp e tarifas: tarifas bancárias, imposto de renda, INSS;
  • saques: dinheiro gasto sem saber onde (evitar ao máximo)

Cada pessoa gasta de forma diferente, então as suas categorias serão diferentes das que eu uso. O nível de detalhe é importante, evite ser muito genérico como “Transportes, Lazer, Educação”, mas não seja muito específico a ponto de ter muitas categorias.

Formato

Depois de definir as categorias, monte sua planilha. O formato que eu uso e gosto é o seguinte:

  • Primeira linha da planilha com as categorias – cada categoria em uma coluna;
  • Cada linha seguinte é um lançamento – descrição e valor (a data é dispensável);
  • No final do mês uma soma simples por coluna para se ter o resultado por categoria;
  • E uma soma simples do total de cada categoria do mês para ter o total final.

gastos-planilha

A linha com o bloco cinza são os totais do mês; logo em seguida começa o outro mês.

Resultado

No final do mês – depois de duas atualizações da planilha (dia 15 e 30) – você terá uma visão de quanto gastou em cada categoria. Depois do primeiro mês ainda é tempo para fazer reajustes de categorias conforme seus gastos. O ideal é permanecer o ano todo, e os seguintes, com as mesmas categorias, ou pequeníssimas adições ou “fusões” (para manter a possibilidade de comparação).

Agora é hora de concluir a respeito dos seus gastos e pensar como agir no próximo mês. Também tire um tempo para analisar a seguinte questão: “se eu gastar assim pelos próximos 11 meses, meu ano será positivo ou negativo financeiramente?”

Somente com esse controle básico dos gastos, menos de 24 horas em um ano, você conseguirá melhorar sua saúde financeira. E lembre-se de tentar economizar e investir, para garantir o hoje de amanhã. 😉

Por: Slonik RafaelEm: janeiro 2, 2013 | Em Educação  |
Curta no Facebook:

4 respostas para “Aproveite que 2013 começou para organizar suas contas”

  1. Uma ótima dica caro amigo.

    Desde que te acompanho pelo Twitter que vejo sempre você comentar sobre essa maneira simples de controle. Uma das minhas metas para 2013 é justamente começar a controlar também para tentar reduzir gastos em categorias que eu não deveria gastar muito.

    Valeu pelas dicas 🙂

  2. Você por um acaso já deum uma chance ao MS Money?
    Nele você pode, além de criar várias categorias para os gastos, consolidar movimentações entre contas distintas (eu uso com 3 contas correntes de banco, 2 cartões de crédito, a inha carteira de fato, contas poupança e contas de investimento), você ainda pode colocar quem foi o recebedor do dinheiro (categoria: Pessoal -> Alimentação, recebedor: costelão), definir e controlar budget por categoria, fazer previsão de ganhos e gastos, adicionar gastos recorrentes para projetar um forecast, uma porrada de relatórios…
    É muito bom, e como a microsoft descontinuou o desenvolvimento, eles soltaram o software totalmente free.

    • Eu prefiro manter a simplicidade, por isso minha planilha básica que só utiliza soma. Já testei o MS Money há muito tempo, testei outros aplicativos tanto no desktop quanto no celular, mas nenhum deles consegui levar para frente. Sempre acabo por abandonar e identifiquei a complexidade como sendo causa.

      Aqui no meu relatório entram 2 contas, 2 cartões e uns gastos online como PayPal e Neteller. Sem distinção além das categorias, tem dado certo porque é fácil, e é por isso que indico!

      De qualquer forma, quem tem mais disciplina que eu, é recomendável um software especializado mesmo. E nem sabia que o MS Money ainda estava vivo! 😀

  3. Muito legal cara, eu estou aproveitando para fazer o mesmo, montei uma planilha com algumas funções a mais aqui mas nada demais.
    Esse ano quero ver para onde meu dinheiro está indo, vamos ver se consigo manter essa disciplina até o fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *