Holocausto Brasileiro

60 mil pessoas morreram em um manicômio em Minas Gerais.

Foto: Divulgação/Luiz Alfredo/Revista O Cruzeiro
Foto: Divulgação/Luiz Alfredo/Revista O Cruzeiro

O livro Holocausto Brasileiro, de Daniela Arbex pela Editora Geração Editorial, conta a história de como se sucedeu um genocídio na cidade de Barbacena, Minas Gerais. Entre 1903 e 1980 estima-se que 60 mil pessoas tenham sido mortas.

O psiquiatra italiano Franco Basaglia visitou o hospício em 1979 e registrou: “Estive hoje num campo de concentração nazista. Em nenhum lugar do mundo presenciei uma tragédia como essa”.

Os “pacientes” eram tratados de maneira sub-humana. Faltava comida, água, higiene básica. Todos eram obrigados a ficarem nus. O local que deveria abrigar no máximo 200 pessoas chegou a ter lotação de 5000.

Tanta morte dava lucro: ao menos R$ 600 mil reais (em valores atualizados) foram faturados pelo hospício durante esse período com a venda de corpos para faculdades de medicina.

[Último Segundo – UOL]

Por: Slonik RafaelEm: outubro 4, 2013 | Em História  |
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *